sábado, 27 de fevereiro de 2010

O MOVIMENTO ESTUDANTIL E A MILITÂNCIA PARTIDÁRIA

Foto:UNE (União Nacional dos Estudantes) e PCdoB (Partido Comunista do Brasil)

Atualmente a juventude, principalmente a classe estudantil estar muito a mercê da política partidária, um exemplo disso é movimento estudantil (Movimento que tem grande porcentagem de jovens), a cada dia a partidarização toma conta desse movimento, prova disto é o crescimento da militância partidária no Brasil.

A militância partidária na diretoria de entidades representativas enfraquece o Movimento Estudantil, desmonta a base motora do mesmo e desvia o foco de atenção dos estudantes de suas causas e necessidades, centralizando a discussão em problemas e causas partidárias.
Defendo que a militância partidária é saudável, desde que feita fora do Movimento Estudantil. O verdadeiro Movimento Estudantil existe quando estudantes fazem políticas para estudantes e atendem aos interesses da classe estudantil, não aos interesses dos partidos a que são filiados.

Os partidos quando se envolvem acabam transformando os movimentos estudantis em cobaias e palanques eleitorais, influenciando e alterando radicalmente a agenda do movimento.

Essas foram minhas palavras, agora gostaria que você visitante se expressasse.Você acha que o movimento estudantil pode ou não estar envolvido com a política partidária?


AUTOR: Marcos Leite

marcosfariasleite@hotmail.com

AddToAny