domingo, 7 de novembro de 2010

DEPOIS DE UMA SÉRIE DE FALHAS, ESTUDANTES FAZEM O SEGUNDO DIA DE PROVAS



As provas do segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio 2010 (Enem) começaram a ser aplicadas às 13h (horário de Brasília) em todo o país. No entanto, os portões em dois dos principais locais de exame da cidade do Rio - Uerj, no Maracanã, e Universidade Estácio de Sá, na Avenida Presidente Vargas - foram fechados somente às 13h, cinco minutos após o horário marcado inicialmente (12h55). Hoje, os inscritos vão responder a 90 questões de múltipla escolha, sendo 45 de linguagens (português, literatura e língua estrangeira - inglês ou espanhol) e 45 de matemática, além de fazer uma redação. O tempo máximo de permanência na sala é de cinco horas e meia - o estudante tem até 18h30m para responder as questões, uma hora a mais do que no primeiro dia de aplicação do exame. Caso termine antes, o candidato será liberado duas horas após o início da avaliação, a partir das 15h.

O primeiro dia de aplicação do exame, no sábado, foi marcado por erros. O cartão de respostas veio com o cabeçalho invertido - as 45 primeiras questões, da área de ciências humanas, vieram marcadas como sendo de ciências da natureza e vice-versa.


Também houve erro em parte das provas amarelas, que traziam uma folha de questões da prova branca. Além disso, fiscais foram selecionados na entrada de um dos locais de aplicação de prova, em São Paulo.

No primeiro dia do Enem 2010, 27% dos 4,6 milhões de inscritos faltaram ao exame, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeita (Inep).

O estudante que não foi informado do erro no cabeçalho da folha de resposta e preencheu o cartão de maneira invertida poderá recorrer pela página de acompanhamento da inscrição na internet. Essa informação foi dada neste sábado pelo presidente do Inep, Joaquim José Soares Neto:

- Posso garantir que ninguém será prejudicado por esse problema.

O Ministério Público Federal de São Paulo deve analisar, nesta segunda-feira, o problema no gabarito e, se achar necessário, pedir a anulação da prova do Enem 2010.

- As provas não devem ser canceladas, em razão do erro - disse o presidente do Inep.
Veja também: Enem vira piada no Twitter.

Regras


Conforme o edital, só é permitido fazer a prova com caneta esferográfica preta. É proibido entrar na sala de prova com relógio, lápis e borracha. Outros itens vetados são borracha, apontador, lapiseira, grafite, relógios e livros.

As proibições foram criticadas pelos estudantes. O Ministério Público Federal do Espírito Santo chegou a entrar com ação contra a medida, mas a Justiça manteve a decisão tomada pelo governo federal.

Gabarito oficial


O gabarito oficial do Enem só será divulgado na próxima terça-feira. Os resultados do exame sairão até 15 de janeiro de 2011, de acordo com o Inep