quinta-feira, 25 de novembro de 2010

RAPIDINHAS DA EDUCAÇÃO


1 - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TERÁ NOVO TITULAR SÓ DEPOIS DO CARNAVAL

A governadora reeleita Roseana Sarney (PMDB) anunciou hoje, em conversa com jornalistas no Palácio dos Leões, que o novo secretário de Educação do Estado só deve ser oficializado no cargo após o período do Carnaval 2011.

Por enquanto, a pasta será comandada, interinamente, pela secretária Olga Simão, que também ocupa a função de secretária-chefe da Casa Civil até a desincompatibilização do prefeito Luís Fernando (São José de Ribamar), que deve assumir de fato a cadeira mais cobiçada dos auxiliares do Executivo.

2 - ENEM: PREJUDICADOS FARÃO NOVAS PROVAS EM 15 DE DEZEMBRO

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou que as novas provas de ciências humanas e ciências da natureza do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), dirigida aos alunos prejudicados por erros de impressão nas provas aplicadas no dia 6 de novembro, serão realizadas no próximo dia 15 de dezembro, às 13 horas.

Informa ainda que segue o trabalho de análise das 116.626 atas dos locais de prova, com o objetivo de identificar os estudantes que, por algum motivo, não tenham substituído as provas com problemas de impressão. Foram identificados, até o momento, 2.817 estudantes, menos de 0,1% do total.

Mais informações no site do ENEM

3 - JOVEM É EXCLUÍDO DO ENEM APÓS VAZAMENTO DA REDAÇÃO

O estudante Eduardo Affonso Júnior, 21, foi eliminado do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), após a Polícia Federal indiciar seus pais sob suspeita de vazarem a prova. Ambos podem ter pena de até seis anos por violação de sigilo funcional.

Segundo a Polícia Federal, o casal de professores Marenilde Brito Affonso e Eduardo Ferreira Affonso confessou a violação da prova.

Affonso Júnior é o mesmo estudante que, no dia 10, contou à reportagem da Folha, na condição de não ser identificado, outra versão.

Na ocasião, ele disse que, ao chegar ao local da prova, se deparou com vários alunos dizendo que o tema da redação seria escravidão. Na sequência, ele afirmou que contou o fato a três professores antes da prova.

A mãe de Affonso era aplicadora do Enem em Remanso (BA). Duas horas antes do permitido, ela rompeu o lacre de um lote de provas para deficientes visuais e teve acesso ao título de um texto motivador da redação.

Segundo depoimento dela à PF, ela repassou o título de um dos temas motivadores da redação ao marido, também professor. Ele ligou para o filho, que iria entrar para a prova, em Petrolina (PE).

Eduardo Jr. chegou a pedir ajuda a seus professores de redação para escrever sobre o tema "Trabalho e Escravidão" na ocasião.

Referência: Blog do Décio Sá / Blog do Foresttim/ MEC

Edição: Marcos Leite


AddToAny