sábado, 22 de dezembro de 2012

Governador Nunes Freire e mais 10 cidades serão beneficiados com novos Aeroportos

O ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, confirmou nesta quinta-feira (20) a concessão de 270 aeroportos para empresas privadas controlarem a administração. O Maranhão será beneficiado com 11 aeroportos nas cidades de Santa Inês, Carolina, Governador Nunes Freire, Barreirinhas, Bacabal, Barra do Corda, Balsas, São João dos Patos, Caxias e Pinheiro, além da modernização dos aeroportos de Imperatriz e São Luís. No total serão investidos R$ 270 milhões em até seis anos, de acordo com o Programa de Investimento e Logística para aeroportos anunciado pelo secretário e pela presidenta Dilma Rousseff. O Nordeste receberá investimento de R$ 2,1 bilhões de reais, em 64 aeroportos. O investimento total para os 270 aeroportos será de R$ 7,3 bilhões de reais.

Aviões de grandes empresas nacionais poderão transportar passageiros interligando o Estado com o resto do país com mais rapidez. Esses aeroportos serão considerados de pequeno ou médio porte, já que a circulação será de até 1 milhão de passageiros por ano e com isso serão beneficiados com a isenção da taxa aeroportuária. "Vamos isentar de tarifas aeroportuárias e aeronáuticas os aeroportos que movimentam até 1 milhão de passageiros por ano", disse a presidenta Dilma Rousseff, durante a divulgação do Programa de Investimentos em Logística dedicado a aeroportos.


INVESTIMENTOS NO PAÍS

Receberão investimentos do governo: 64 aeroportos do Nordeste (no total de R$ 2,1 bi), 67 aeroportos da região Norte (R$ 1,7 bi), 65 aeroportos do Sudeste (R$ 1,6 bi), 43 aeroportos no Sul (R$ 1 bi) e 31 aeroportos no Centro-Oeste (R$ 900 milhões). O Banco do Brasil irá auxiliar na aplicação dos investimentos nos aeroportos regionais.
Segundo a presidente Dilma Rousseff, o Brasil dispõe de 689 aeroportos públicos fora das capitais, e 720 incluindo os das capitais; ainda conta com pouco mais de 900 aeroportos privados, que compreende desde estruturas em fazendas [como pistas de pouso].

Os aeroportos representam um dos principais gargalos da infraestrutura brasileira. O anúncio segue medidas semelhantes adotadas pelo governo para rodovias, ferrovias e portos para superar entraves ao desenvolvimento e dar maior competitividade à economia brasileira.

MAIORES INVESTIMENTOS PARA COFINS E GALEÃO

O governo anunciou que irá passar para a iniciativa privada a administração dos aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG). Estão previstos R$ 11,4 bilhões de investimentos, sendo R$ 6,6 bi para o Galeão e R$ 4,8 bi para Confins. Os editais saem em agosto de 2013. Os leilões devem ser realizados em setembro.


No ano passado, o governo concedeu à iniciativa privada os terminais de Campinas (SP), Guarulhos (SP) e Brasília (DF).

Com informações da Agência Brasil e do UOL Notícias


Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.