sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Vereadora Ulenira Batista divulga nota de repúdio

Do portal Vereadores em Foco

Venho através desta nota tornar público o meu repúdio a ação de puro vandalismo presenciada por vários moradores de Governador Nunes Freire no dia 02 de janeiro de 2013. Ação que marca o início do governo do então prefeito Marcel Curió.

Em desobediência ao Código Penal Art.163, um grupo liderado pelo atual prefeito e sua equipe de governo, procederam o desmonte de um monumento que tinha como a figura principal um índio, obra realizada pelo ex- prefeito, que homenageava  uma das melhores professoras  do nosso município, a Sr. Irismar Parga Alves e a Academia de Letras do Alto Turí; e que tanto incomodava o novo grupo político a ponto de ser um ato anunciado varias vezes durante a campanha e recentemente na rádio da cidade.

Uma das coisas que aprendemos enquanto homens e mulheres públicas  é que, enquanto um homem comum pode fazer tudo o que a lei não proíba, o homem público só pode fazer  o que a lei  permitir.

Entendo que tal ato insitou a violência e a desordem por quem obrigatoriamente deveria preserva-las, e que o principal objetivo foi passar a seguinte mensagem ao povo " Sou eu quem mando, Eu sou a lei, Tudo tem que ser do jeito que eu quiser " .

Lembramos ainda que esta obra não foi feita com recursos próprios do ex-gestor e sim com recurso público, o que a torna um bem público, que pertence ao povo. Portanto só poderia ser retirada com autorização do dono ou de quem o representa.

Lamentamos profundamente o acontecido porque não é ou foi um fato isolado, não se trata simplesmente do cumprimento de um acordo feito com um pequeno grupo que o seguia na campanha, mas sim do descumprimento de uma lei federal, que reflete a capacidade do novo gestor de transgredir leis para impor a sua vontade.

"Um homem deve ser avaliado por suas ações e não pelo seu discurso".
   
Um homem evangélico deve praticar o evangelho, afinal o evangelho escrito foi uma tentativa de Jesus e de seus apóstolos de deixar exemplos a serem seguidos, não foi um livro para se aprender a proferir palavras bonitas e bem intencionadas. Lamentamos como cristãos o comportamento de alguns evangélicos que apoiaram tal ação.

O que foi arrastado pelas ruas de Nunes Freire não foi o "Índio" que aparentava ser, foi sim a liberdade ora conquistada, a honra dos moradores mais antigos desta cidade, a moral dos  mais de  6.000 eleitores que votaram no ex-gestor e sem sombra de dúvidas, a moral de todos os homens e mulheres de bem que votaram no atual gestor, que não concordaram com a atitude de hoje, mas não tiveram a oportunidade de dizer se a prioridade era destruir o monumento, ou construir um hospital, uma quadra, uma praça, um posto de saúde uma ponte, uma estrada ou uma rua, porque não foram ouvidos.

Encerro minhas palavras anunciando que ao contrário do que muitos pensam, não apoiei o comportamento do ex gestor, no término do seu mandato, porém isso não me fez esquecer ou deixar de reconhecer que ele deu a sua contribuição, que foi um gestor que deu oportunidades ao povo de Governador Nunes Freire, que levou a Democracia tão ao extremo que chegou a permitir a invasão deste município por quem aliciou, enganou, corrompeu e hoje desrespeita a nossa população.

Vereadora Ulenira Batista

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

AddToAny