terça-feira, 5 de março de 2013

Vereadores visitam Casa dos Estudantes em Zé Doca

Em 2009 a Prefeitura de Governador Nunes Freire, através do ex-gestor, formou parceria com o IFMA Zé Doca ao incentivar os alunos a se inscreverem no seletivo de onde saíram cinco aprovados, no ano seguinte saíram sete, em 2011 foram doze e em 2012 foram mais de quinze alunos.

No total hoje são mais de 30 alunos deste município que residem e estudam naquela instituição. 26 (Vinte e seis) deles dependem da casa república, antes mantida pelo ex-gestor (Aluguel, Energia e Água).

O ex-prefeito ainda mantinha uma funcionária que cuidava da casa e dos alunos que ali residiam e que hoje carecem do olhar generoso do novo gestor, que pouco antes das eleições chegou a prometer melhorias no serviço oferecido, inclusive 2 (duas) casas (uma para os meninos e outra para as meninas), que considerando o número de residentes já é uma necessidade. 

Após ouvir as reclamações e apelos dos alunos e país, os vereadores Ulenira Batista, Paulo Lopes e Marcelo Oliveira, acompanhados do titular deste blog, resolveram proceder uma averiguação in loco das informações recebidas. 

E o que encontramos lá foi a própria  expressão da falta de respeito com aqueles que acusamos ser o futuro do Brasil e de Governador Nunes Freire.

Os alunos estão vivendo em condições subumanas, num ambiente de total desconforto, falta de higiene e de segurança. 

Na ocasião, solicitamos que os próprios alunos elencassem os pontos positivos e negativos da estadia deles e foram unanimes e categóricos ao responder:

Pontos positivos:
  • Próxima à escola

Pontos negativos:
  • As  paredes da casa apresentam rachaduras;
  • A instalação elétrica precária e com gambiarras;
  • A casa não  possui cadeiras e ventiladores;
  • Não possui mobilha;
  • A fossa estourada (já estão trabalhando em outra, porém próxima ao poço);
  • Casa abafada, muito baixa e sem ventilação;
  • Falta de beliches ocasiona a necessidade dos alunos dormirem em colchões espalhados no chão, inclusive na sala;
  • Casa sem grades;
  • Sem lavandaria;
  • Fornecimento de agua insuficiente;
  • 3 banheiros sendo que 2 encontram-se interditados;
  • Monitora ou secretaria que os alunos dizem desconhecer por que segundo eles, ela nunca está na casa durante o horário em que os alunos estão;
  • Alguns alunos dizem que estão tendo de ir a uma kitnet dos colegas 5hs da manhã para garantir o banho e a pontualidade na escola;
Cada vereador, a sua vez, fez uso da palavra incentivando as mesmas a permaneceram firmes no propósito de se tornarem bons  profissionais, comprometeram-se em solicitar junto às demais autoridades a correção urgente de todas as falhas que causam transtornos aos alunos e finalizaram desejando sucesso no ano letivo de 2013. 

Veja abaixo as fotos que comprovam as informações aqui apresentadas:
























Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.