segunda-feira, 10 de março de 2014

Perseguição Política em Santa Luzia do Paruá

O Vereador Wanderley Pereira está sendo vitima de perseguição política na cidade de Santa Lúzia do Paruá, onde é professor concursado na Escola  Laura Estrela durante o turno noturno. 

Recentemente, Wanderley tem feito criticas à Administração Municipal, que tem como gestora a Drº Eunice. E como um passe de mágica, sem aviso prévio e sem justificativa, o mudaram para o turno vespertino, o que caracteriza perseguição política. 

Isso só mostrar a incapacidade da senhora Prefeita, que ao invés de trabalhar pelo bem estar do povo, persegue um servidor público, que tem ideias e opiniões próprias! 

Isso é uma tentativa covarde e frustada de pressionar e tentar calar a boca do Vereador Wanderley, que tem falado a verdade. Mas ele não se calará! Não nos calaremos! Viva a democracia! 

Veja o desabafo do Professor e Vereador Wanderley Pereira postado no Facebook:

Quero me dirigir em especial ao Diretor da Escola Laura Estrela PROFESSOR WALACES, não suportando umas verdade que falei no face referente ao governo municipal, que me é de direito,  tomou a decisão de me mudar de turno na escola. Noturno para vespertino. Legal.

Sinal que em Santa Luzia do Paruá não se pode falar o que quer e nem o que pensa. Porém, se querem assim,  assim, será.  

O que será de Santa Luzia do Paruá sem as vozes que clama pelo seus direitos. Professores e professoras não baixem a guarda. Levemos nossos ideais até o fim. A nossa missão é justa,  educar o futuro do país. 
Contudo, muito cuidado, pois em Santa Luzia a ditadura ainda reina. Se falarmos o que pensamos pode ser que corramos o risco de sermos demitido, mandado pra zona rural,  mudar o turno ou até atentarem contra a vida.

Sr. DIRETOR Walaces,  só pra avisar,  vcs não calarão minha boca.  O que estiver certo,  vou aplaudir,  pois será digno de aplausos. Agora meu querido, o que tiver fora do lugar, errado,  não condizente com a lei  vou falar, pois é direito meu. E, não me calarei. Não adianta perseguir,  impor, torturar,  atrapalhar, querer manipular,  enganar... pois eu sei muito bem o que pretendem. Já me informaram de tudo,  me disseram o plano de vcs em relação a minha pessoa. Sei que não estou só.  E não sou o primeiro e nem vou ser o último. Muitas águas vão rolar. E o tempo nosso melhor aliado. 

Só um aviso,  essa fechadura que tentaram por em minha boca,  é fraquinha. Essa estratégia de vcs não vai colar. Podem crer.

Professor Wanderley. 

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

AddToAny