segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Médico assassinado durante assalto em São Luís é sepultado

O corpo do médico Luiz Alfredo Guterres, assassinado nesse fim de semana, foi sepultado no Cemitério Memorial Pax União, em Paço do Lumiar, no fim da manhã desta segunda-feira (10). O velório aconteceu no período da manhã desta segunda, no Centro de Especialidades Médicas e Diagnóstico do Diamante, em São Luís.

Por conta do velório, o hospital suspendeu os atendimentos temporariamente. Parentes, colegas de profissão e pacientes da vítima estiveram no local, mas ninguém quis gravar entrevistas.

A Polícia Militar apreendeu um adolescente e prendeu um homem, suspeitos de participar da morte do médico. Os dois foram reconhecidos por testemunhas. Outro homem também teria sido detido como suspeito, mas acabou liberado por falta de provas. A polícia afirma que os dois fazem parte de uma quadrilha especializada em assaltos a residências que teria vínculo com uma facção criminosa. Eles teriam sido capturados após rastreamento do celular do médico, que havia sido roubado pelos bandidos.

Entenda

Segundo a polícia, quatro homens armados teriam participado do crime. O médico teria sido abordado pelos assaltantes e reagido, travando luta corporal com um dos criminosos. A vítima acabou baleada no pescoço e morreu dentro do terraço da sua casa. Após o crime, os suspeitos fugiram em alta velocidade em direção ao bairro Turu.

Luiz Alfredo Netto Guterres Soares Junior era casado e tinha três filhos. Ele já havia assumido a Secretaria Estadual de Saúde e, no momento, era diretor-geral do Hospital Estadual do Câncer do Maranhão (antigo Hospital Geral), no bairro Madre Deus. Comandou a modernização do Hospital Geral e conduziu a transformação em Hospital do Câncer.

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

AddToAny