quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Pesquisa demonstra indicadores em bairros de São Luís

Uma pesquisa realizada pelo Pnud, o programa das Nações Unidas para o desenvolvimento, mostrou que o bairro do Jaracaty e do Renascenças apresentam, respectivamente, o pior e o melhor índice de desenvolvimento humano dentro da Região Metropolitana de São Luís.

Segundo informações do estudo, a localidade do Jaracaty obteve apenas 0,602 de pontuação, o equivalente uma nota seis dentro da escala. Os quesitos renda e educação foram até mais baixos e obtiveram uma nota equivalente a cinco. No entanto, na questão da longevidade, o bairro se sobressaiu, e teve uma média equivalente a sete, demonstrando desta maneira que os mais idosos estão vivendo melhor.

Para o motorista Inaldo Pereira, que reside no bairro do Jaracaty, a falta de saneamento básico pode ser considerada uma das condições para a região ter demonstrado uma nota tão baixa. “O que nos prejudica aqui é simplesmente a falta de saneamento básico, falta de um colégio adequado, de um posto médico”, ressalta o motorista.

Já no Renascença, uma localidade bem próxima de onde mora o motorista Inaldo, a realidade é bem diferente. O bairro que atingiu o índice máximo se destacou, principalmente, por sua alta renda e desempenho na escolaridade.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Economia, Felipe Holanda, a relação escolaridade e renda estão altamente ligadas. “Dá para estabelecer dentro do indicador uma relação bastante clara onde há menos escolaridade a renda é bem mais baixa. Se a gente olhar pelas condições da longevidade, pelas condições da saúde a disparidade não é tão grande, mas dá pra fazer uma relação direta entre a escolaridade, a educação e o acesso à renda”, afirma.

Do G1
 
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.