segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Incêndio é registrado em escola pública de São Luís

Um incêndio foi registrado na noite dessa sexta-feira (26) dentro da Escola Raio de Luz, no Ipase de Baixo, em São Luís. A informação foi divulgada por meio de nota pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) neste sábado (27).

Na nota, a secretaria afirma que o incêndio foi criminoso e atribui o fato "à insegurança vivenciada no estado". Uma equipe técnica já teria sido enviada à escola para avaliação os "danos sofridos". Leia a íntegra da nota da prefeitura abaixo:

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), informa que a escola Raio de Luz, localizada no Ipase de Baixo, foi alvo da ação de criminosos, fruto da insegurança vivenciada no estado. A Semed repudia veementemente a ação e informa que já enviou uma equipe técnica à escola Raio de Luz para a avaliação estrutural do prédio e o levantamento dos danos sofridos. A Semed reforça ainda o seu compromisso com a manutenção do calendário escolar e esclarece que está tomando todas as providências para o restabelecimento das aulas naquela unidade o mais breve possível.

Por telefone, a assessoria da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão informou ao G1 que o incêndio não foi "de grandes proporções" e que foi a população quem apagou as chamas, não tendo sido necessária a ação do Corpo de Bombeiros. A SSP afirma que somente perícia técnica pode confirmar se o incêndio foi criminoso. O prazo para término do laudo é de 30 dias.

Outros ataques
Vândalos teriam invadido duas escolas no bairro Cidade Operária, na capital maranhense, na manhã do dia 26 de agosto de 2013. Segundo a diretoria da escola, os alunos estavam na parte externa da escola quando cinco homens chegaram batendo nos portão e fazendo gestos obscenos. Eles pularam o muro da escola e chegaram a quebrar as bicicletas das crianças. Os suspeitos fugiram com a chegada da polícia.

No dia 5 de janeiro de 2013, vândalos invadiram a Unidade de Ensino Básico da Cidade Olímpica. A escola foi praticamente toda depredada pelos bandidos, que circularam pelas 18 salas de aula e furtaram os ventiladores, além de um aparelho de ar condicionado da sala da diretoria.

Do G1

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.