sábado, 28 de março de 2015

Secretaria da Juventude oportuniza visita de jovens a espaços culturais do estado


A primeira edição do projeto “Juventude em Cena”, realizado pela secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv), foi iniciado na segunda-feira (23) e segue até sábado (28), com a promoção de várias oficinas de produção cultural.

Nesta quinta-feira (26), às 13h, acontecem as visitas dos adolescentes e jovens que participam das oficinas do projeto, a espaços culturais do estado. Serão visitados o Museu de Artes Visuais, Casa do Maranhão, Teatro Arthur Azevedo, Escola de Música Lilah Lisboa e Palácio dos Leões. Ao todo, cerca de 200 jovens participarão das visitações.

O “Juventude em Cena” é uma das ações desenvolvidas para os jovens maranhenses, que reafirmam o compromisso do governador Flávio Dino com a promoção da cidadania e com o fortalecimento do protagonismo juvenil no estado.

Para a secretária Tatiana Pereira, a visitação a esses espaços culturais é uma forma de oportunizar aos jovens e adolescentes participantes do projeto, que se apropriem de locais de produção e divulgação da cultura, que são públicos e, como tal, devem estar a serviço de todos, especialmente do público jovem estudante, que já são consumidores de cultura e podem ser, futuramente, produtores dessa cultura.

“Quando a secretaria de Juventude oportuniza isso, ela possibilita que esses jovens e adolescentes, que participam do projeto Juventude em Cena, sintam-se parte desse ambiente cultural, e mais do que isso, sintam-se integrantes do processo de produção e divulgação cultural do estado. Visitar um museu, um teatro, é uma forma de apropriação cultural por parte desse público e, também, uma forma deles visualizarem que aquilo que eles tiveram como formação nas oficinas, transformam-se em produtos para apreciação e para a geração de emprego e renda”, ressalta a secretária.

Juventude em Cena
O projeto “Juventude em cena” tem como objetivo transmitir conhecimentos para que os jovens e adolescentes se tornem capazes de produzir seus próprios vídeos, exposições fotográficas, peças teatrais, espetáculos de danças, blogs e sites de construção coletiva, além de informações sobre procedimentos de primeiros socorros. Além disso, as ações possibilitarão aos participantes, adquirir uma compreensão transformadora da realidade de suas comunidades.

A primeira edição do projeto tem como público-alvo, adolescentes e jovens na faixa etária de 14 a 29 anos, estudantes de escolas das redes públicas estadual e municipal das comunidades do Polo Coroadinho.As oficinas estão sendo realizadas nos Colégios Coeduc, Rubem Almeida, Josué Montello, Arthur de Azevedo, João Lima Sobrinho e Dorilene Silva Castro e seguem até a sexta-feira (27).

No sábado (28), para marcar o encerramento das oficinas, será realizado o Festival Arte na Praça, onde serão exibidas todas as produções das oficinas, além de apresentações culturais de artistas das comunidades, ações sociais e torneio de futebol. O projeto oferece aos jovens oficinas de produção de vídeo, fotografia, grafite, teatro, dança e primeiros socorros/prevenção de acidentes.

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.