terça-feira, 3 de novembro de 2015

Capital do Maranhão teve dois assassinatos por dia em 2015

Pelo menos duas pessoas foram assassinadas por dia em 2015 na região metropolitana de São Luís (MA), segundo levantamento feito pelo G1, que foi baseado nos dados divulgados no site da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. Os dados do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) contabilizaram 652 mortes violentas em 306 dias deste ano.

Pelo 'ranking', o mês considerado mais violento é janeiro, com 84 homicídios. O segundo mês com mais casos foi registrado em agosto, com 80 pessoas assassinadas. O terceiro mês com mais casos de assassinatos foi em março, com 73. O mês de outubro fechou com 56 assassinatos, mas os dados da SSP não incluíram os quatro latrocínios, as cinco lesões corporais seguidas de morte e nem as sete vítimas de confronto com a polícia.

Dos municípios que compõem a região metropolitana, São Luís lidera o número de casos: 426 mortes violentas, dos quais se destacam os 379 assassinatos. As cidades de São José de Ribamar e Paço do Lumiar acumulam 157 registros de crimes violentos letais intencionais. Raposa tem 15 casos registrados pela SSP.

Mais latrocínios
Se comparado com o ano passado, os casos de latrocínios aumentaram 30% na região metropolitana de São Luís. Em dez meses foram registrados pela SSP-MA 43 casos, contra 33 em todo o ano de 2014.

O caso mais recente ocorreu no último dia 30, quando Alberto Carlos Serra Moura levou dois tiros na cabeça após ser assaltado em plena luz do dia na Rua Godofredo Viana, no Centro de São Luís. Um mês antes, a gerente de uma loja de bijuterias, identificada como Floriza de Jesus Sá Ferreira, de 28 anos, alvejada com um tiro na cabeça durante assalto no centro comercial de São Luís foi um dos que chamou atenção pela violência.

 Redução de homicídios
Houve leve queda no número de homicídios dolosos – quando há intenção de morte – no período, comparado a 2014: foram 652 homicídios de janeiro a outubro de 2015 (média de 65,2 por mês), contra 729 em 2014.

Os relatórios contabilizam todas as mortes violentas (homicídios, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte, homicídios decorrentes de intervenção policial, pessoas mortas em delegacias, núcleos de custódia da Policia Civil e estabelecimentos prisionais, entre outros casos) registradas na Região Metropolitana de São Luís.

Mortes praticadas por policiais em serviço
O número do que o sistema de registro das mortes da SSP chama de “intervenção legal” – mortes praticadas por policiais em serviço - é quase desconhecido.

Os dados disponibilizados no site da SSP mostram apenas registro de casos referentes a setembro e outubro deste ano. Nestes dois meses foram registradas 10 mortes.

O G1 solicitou, por email, à Secretaria de Comunicação do governo do Maranhão o número total de casos de 2014 e 2015, para fazer a comparação entre períodos. A Secom informou, por e-mail, que não poderia atender ao pedido de nota nesta segunda-feira (02), por conta do feriado que impossibilitou o contato com os setores responsáveis, e afirmou que enviará nota na próxima terça-feira (03).

Do G1

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.