domingo, 27 de novembro de 2016

Com sete medalhas, maranhenses se destacam nas Paralimpíadas Escolares


Os mesatenistas maranhenses sempre deram um show de talento em todas as edições das Paralimpíadas Escolares. Neste ano, em São Paulo-SP, não foi diferente. Com habilidade e muita coordenação motora, os paratletas Raquel Alves, Ana Beatriz Costa e Luanderson Silva conquistaram sete medalhas para o estado: quatro de prata e três de bronze. 

 - É muito bom ser destaque em meio a tantas outras atletas do Brasil. Agradeço todo apoio que recebi do Governo do Estado e da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer para participar dessa competição, em que consegui bons resultados - disse Raquel Alves, 14 anos, que ganhou prata nas provas em equipe, dupla e individual. 

A estudante Ana Beatriz Costa, 16 anos, também alcançou o pódio na disputa da modalidade de tênis de mesa. Nas provas em equipe, dupla e individual, a atleta não deu chance para suas principais adversárias avançarem nas partidas e conquistou três medalhas de bronze.

- Estou muito feliz por mais essa vitória em meu último ano nas Paralimpíadas Escolares - sintetizou a paratleta. 
Pela categoria masculino, o maranhense Luanderson Silva, 16 anos, foi medalha de prata na prova em dupla.
 - A gente já fica muito feliz em representar o estado em uma competição nacional, agora imagina levar uma medalha para casa. É um orgulho imenso, sem tamanho - afirmou. 

As Paralimpíadas Escolares são organizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). O evento é o maior do mundo entre atletas com idade escolar (12 a 17 anos) e já revelou alguns dos principais atletas brasileiros da atualidade.

Do G1 

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.